terça-feira, 9 de novembro de 2010

PRAZERES



Um sorriso de criança
Um pássaro cantando nas árvores

Um balão voando no céu
Um formato diferente na nuvem
Um raio de sol por entre frestas da janela

Um bom dia com voz rouca, no ouvido

Um olhar que diz mil coisas

Um silêncio que te arrepia

Um carinho no rosto

Um toque intenso no corpo

Um abraço apertado

Um beijo incandescente
Um gargalhar que vem do nada

Um gemido no quarto escuro

Um minuto de êxtase intenso

Um momento de paz
do gozo
Um adormecer na magia do amor

Um despertar cheio de energia

Um novo dia

Um novo amanhecer

Um até logo cheio de espera
Um dia de chuva, sinfonia

Um som de melancolia

Um canto que se escuta sozinho

Um conto que escreve à mão
Um poema que te faz suspirar

Um verso que te deixa extravazar
Um suspiro na nuca
Um arrepio súbito
Um beijo roubado

Um tapete macio

Um andar descalço na grama

Um caminhar na areia morna

Um mar verde a perder de vista

Um céu azul de viver

Um, uns, tanto, tantos, tantas, sensações

Um só coração.


3 comentários:

M.M.Soriano disse...

Tu estás inspiradíssima! É tão bom estar assim, não?! bjs

Tatiana Kielberman disse...

Linda poesia, Flavinha!

Os prazeres da vida são tudo!!!

Maravilhoso!

Beeeijos!

Bruna disse...

Um mundo inteiro de emoções tão lindamente por ti coloridas...

Um beijo de carinho, guria!