quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Meio Dia


Meio dia
outro lado da meia noite

Moeda do tempo
Cara e coroa
Jogam-se os dados
Destinos ou acasos
Tempo transpassa
Vento assopra
Ouvidos de temporal
Meia verdade
Meia metade
Meia vontade
Completo torpor
Vendaval interior
Tic tac sem parar
Assombrando mente insana
À procura de resposta
Avião sem rumo
Barco sem proa
Vida sem prumo
Segue a deriva
Tic tac tic tac
Seguem os ponteiros
Meio dia
Meia noite
Dia inteiro
Noite vazia



quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Fragmentos Meus





Sentimento não se diz palavra ... sentimento se alça voo...


Suave seiva suor sabor ... sua (in) sanidade, minha sina... segredo sagrado sorvido na saliva...




Poesia linha indireta direta na reta que mira o coração ... tiro certeiro imaginário duvidoso, passa de raspão - ou não.




O que a lua reflete remete às lembranças na mente demente do tempo inexorável




O agora, o eterno, o amanhã, o inverno... tempo que nada mais é que relativa travessia
.


E onde as distâncias mais se pronunciam que não num coração ausente ?



A poesia é toda Lua, toda nua, toda crua (in) sensata criatura... Palavras com o dom de viver de voar.



Choque de realidade: acordo com o sol direto da janela. Não estás nos meus versos.....da palma da mão.... nas linhas de infinito.



O silêncio é um véu que ganha cores de acordo com quem o veste.... pode ser colorido, pode ser gris... é preciso sentir.




sábado, 5 de fevereiro de 2011

Te Sonho ...



quero andar pela rua,

sem rumo certo,

dobrar a esquina,

desenrolar minha vida ...

quero saber em que chão pisar
e em que hora saltar...
quero andar na areia,

mergulhar no mar

subir no azul do teu céu

orbitar certeiro sistema solar

quero olhar nesses olhos
teus olhos teu olhar
sem parar, até levitar

sentir o sangue ferver

a pele arrepiar

o corpo tremer

te lembrar me excita

me deixa louca

me faz viajar
teu beijo teu olhar tua mão

meu seio minha cintura meu quadril

clamam por ti,
teu toque, tua boca

não tem como negar
te quero, te sonho
te sinto

e sei que não vais escapar...
esteja onde estiver
com quem for
qual boca beijar
aqui estarás
comigo
corpo mente coração
assim como o mundo gira
vais voltar pro meu abraço
me encaixar no teu corpo
me levar contigo
pra vida
voar imensidão
paz e tesão
é..
te sonho
e te tornarei real...











quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Algumas Teorias 'Flavianas'





Ilusão é um pensamento que voou antes de pousar.


Intuição é o que o coração fala pra teimosa razão.


Emoção é o que sente aquele que pisa o céu.


Afeição é o que a menina sente quando seu coração palpita.


Amizade é um laço macio mais forte que um trovão.


Esperança é uma senhora que insiste em viver mesmo quando tentam lhe matar.


Desejo é uma vontade insistente.


Saudade é quando o pensamento quer resgatar o que se foi.


Meias-verdades são mentiras disfarçadas.



Mentira é quando o menino conta o inverso da verdade ... e vice-versa. :P

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Balada Neon




Vamos amor, sair esta noite
Vamos mostrar ao mundo o nosso show
Nossa louca vida de pecados
Bandida e cheia de amor
Vem comigo, te veste a rigor
Vem comigo, quero teu sabor

Na balada embalada neon
Quero dançar até o sol raiar
Vem dançar , vem me amar
Vamos acertar o ritmo e o tom

Vesti minha saia mais rodada
Pra me enredar em teus braços
Vesti minha meia arrastão
Pra te carregar e levar pela mão
Despi meus medos e traumas
Pra me embriagar no calor dessa noite

Nessa linda noite estrelada
Vamos andar pela rua deserta
Vamos amor, vamos ...
Descobrir do que é feita a lua
Encontrar a loucura incerta
Tira a roupa, que já estou nua...
Toda tua...toda tua...

Na balada embalada neon
Quero dançar até o sol raiar
Vem dançar , vem me amar
Vamos acertar no ritmo e no tom




( viajei um pouquinho escrevendo um texto meio musical... que tal , Vanluchi ? kkkkk )