domingo, 23 de junho de 2013

Lua Cheia



A lua
grande, imensa
cheia de si,
tomou conta do azul
pôs a dormir estrelas
abriu caminho
na imensidão
levou consigo
meus medos
espantou minha solidão
 
depois ganhou meu céu
tomou-me pela mão
viajou dentro de mim
orbitou meu coração
 
o quarto antes escuro
agora se iluminou
pelo clarão 
em minha retina
brilho no olhar
que a lua
veio me entregar
 
 

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Versos Incertos




versos incertos
em crise de identidade
já não sabem se o são
ou se apenas viviam 
da mais pura ilusão


versos amordaçados
suplicantes
em busca de liberdade
querendo voar
 ao encontro 
de olhos
e corações 
que os afaguem


versos embrionários
em período 
de incubação
abrigados em ventre
que mescla 
certeza de poesia
e dúvida de solidão


versos renascidos
sobreviventes
de mãe amorosa
porém silente
descrente
de sua própria
identidade poética