segunda-feira, 11 de outubro de 2010

DANÇANDO COM O SILÊNCIO


E o poder do silêncio é infinito..
É de total força
Uma força que nos faz entender da forma mais intensa.
O silêncio nos alimenta a alma.
E nos faz bradar com o coração.
O coração que entende o silêncio e suas entrelinhas...
Muita coisa se diz, no silêncio.
O silêncio nunca cala.
É ... o silêncio gosta de vestir-se de belas palavras, vez por outra ...
Palavras delicadas... que emolduram o seu corpo sinuoso....
Agora ele está com cores...
A cor depende de quem o vislumbra...
Cada um veste seu silêncio da maneira que quer.
E assim, na calada da noite , o silêncio se insinua e dança uma bela melodia,
Vestido com lindos véus , pra minha surpresa...
E eu danço com ele....
Essa música que me encanta.
E a cena, é linda: o Silêncio, com belos véus, me levando com ele...
Me visto de sons
Ele me faz deslizar com seus movimentos cheios de malícia
Uma delícia
Essa dança
E vamos juntos noite a fora,
Emoldurados pelas estrelas,
Dançando e echendo o vazio de sons, movimentos,
Do corpo, dos véus coloridos
Balançando ao vento
Me transformo, nos transformamos, em um só
Um corpo despido, dançando no quarto escuro,
Iluminado apenas pelo que vem da janela, pela lua e as estrelas
E danço, agora, com os véus...
Os véus são meus, fazem parte de meu corpo
Ao sabor dos ventos...
E tudo se torna uma mágica canção
Que vêm de dentro, do coração
Canto pra celebrar a alegria que me invade
E a dança com o silêncio
Me traz de encontro às palavras, ao mundo, à vida.

8 comentários:

CONRADO DALL´IGNA disse...

Como elogiar um texto que beira a perfeição? Belíssimas palavras, sutileza e leveza trançadas em linhas! :)

Du disse...

Flavinha querida... O silêncio tem sido minha melhor companhia ultimamente, tanto nas horas de alegria, quanto nas de tristeza, que por sinal tem sido muitas... decepções pedem urgência de silêncio, porque precisamos ouvir nossa alma, nosso coração e somente no silêncio conseguimos tal proeza.
Há ocasiões em que o silêncio de uma pessoa torna-se mais sábio do que qualquer palavra que poderia ser pronunciada, sei que tu acredita nisto tanto quanto eu...
Quando ficamos em total silêncio, ouvindo nosso próprio coração,isto acaba se tornando um momento de profunda reflexão e auto conhecimento, em busca de nossa própria essência.

Tem uma frase que fala sobre o silêncio que eu gosto muito, não sei se tu já conhece (não sei o autor):

"Assim como é característica das pessoas espirituosas dizer muito em poucas palavras, demonstra pouco espírito quem fala muito e nada diz."

Um dia eu escrevi uma crônica sobre o silêncio... lembrei agora:

Quer ouvir seu coração?

Se tiver vontade de ler, é só clicar no link acima.

Beijos, amada!

aluapsimoes disse...

Lindo texto.
Eu estou aprendendo a dançar com o silêncio, pra mim ele sempre foi muito assustador.

Beijos querida

Paula Simões

:o)

Tays Rocha disse...

Flá, eu sempre fui de falar muito e me fazer presente, por motivos vários hoje eu me encontro no silêncio, no anonimato, sem pretensões maiores de ser visível, e tenho me entendido melhor assim, me machucado menos também, preservado à mim e aos que amo. E hoje me encontrei nas suas belas palavras, como sempre sensível e delicada. Beijos e bom feriado ♥

artur disse...

Essa loura se excede a cada texto que posta. Ela conseguiu fazer do silencio, uma bela mensagem de sons e cores, que são o proprio reflexo dela. Maravilha! beijo.

Fabio disse...

Lindo texto Flavia. Suas palavras me fazem pensar que os sentimentos entram na alma quando ela esta em silëncio e sendo assim, nos invade em sua dança, emoções , beleza e alegria.
A alegria brota deste silëncio, do inconsciente e do íntimo de cada um e nos abraça com a energia e intensidade no ápice da paixáo.
Suas palavras não precisam ser interpretadas e nem compreendidas, devemos apenas sentir e usar a imaginação. Somente então conseguimos sentir a dimensão deste poema.
Parabéns, uma bela manifestação de arte e pura inspiração.
Beijos querida.

Tatiana Kielberman disse...

Flavia querida...
Eu já conhecia o seu talento para escrever poesia, mas essa está lindíssima, maravilhosa mesmo!
O modo como você dança com as palavras é encantador... passarei sempre por aqui!
Gosto muito do silêncio e de dissertar sobre ele!

Beijos, querida!

Sandra Cajado disse...

Minha querida Flávia...

A poesia tá perfeita e seu espaço e encantador...

Agora o silêncio tem sido meu aliado em diversas fases da minha vida.

As vezes é preciso silenciar para que possamos ouvir as batidas do nosso coração nos direcionando pro lado correto.

Beijos