quarta-feira, 20 de outubro de 2010

BREVE INSTANTE


As melhores coisa da vida ocorrem
No intervalo de um instante
Como se o belo sentimento por elas causado
Precisasse ir-se brevemente
Para que sua sensação
Dessa súbita ausência necessitasse
Tornando-se assim um momento
Inigualável
Inabalável
Imensurável
Inatingível
Inesquecível...
Nem por isso ,
Esse sentimento tornar-se-ia
Um sofrimento
Ou lamento...
Porque assim é feita a Vida:
Dos sussuros momentânos dos ventos
Dos cânticos suaves dos pássaros
Das asas flutuantes de um beija-flor
Dos sorrisos gostosos de uma criança
Dos gozos intensos de uma paixão
De um mergulho no azul do mar
Que nos lava a alma
O mundo muda
No intervalo de um instante
Gira assim o universo
Como um brinquedo nas mãos de uma criança.
Um sorriso
Um lamento
Uma chuva
Um raio de sol
Um beijo roubado
Um olhar demorado
Um toque Divino
Do amor eterno
Um acorde de violino
Um gole do mais saboroso vinho
Uma porção de sorvete tão doce
O surgimento daquele arco-íris
Após a chuva passageira
O amanhecer nas telas do horizonte
O abraço acolhedor e especial
Tudo isso pode ocorrer
No intervalo de um breve instante
E fazer morada pra sempre
No coração de quem acolhe o amor.

6 comentários:

Tatiana Kielberman disse...

Flá, querida!

Como é divino o poder do instante!!

"Vida é aquilo que acontece enquanto a gente faz planos..."

Né?

Amei a sua poesia, como sempre, sempre, sempre!

Não deixemos o amor passar batido, nunca!

Beijos pra você!

Bruna disse...

Nossa, quantas belas sensações você dividiu nesse poema!!! Delícia de ler e sentir e acolher... Tua poesia fazendo morada aqui! :)

Me lembrou Drummond no poema "Eterno"...

"Eterno é tudo aquilo que vive uma fração de segundo
mas com tamanha intensidade que se petrifica e nenhuma
força o resgata..."

Beijos e sorrisos fortuitos (eternos)!!!

CONRADO DALL´IGNA disse...

Lindo poema!
Como eu sempre digo e não canso de repetir: BONS MOMENTOS NÃO TEM REPLAY!!!
Bjs

TRISTÃO disse...

Num instante captei sua alma poetica seguindo-a no twitter e no seu blog.

Muito lindo seu poema !

Paulo

M.M.Soriano disse...

Estás com "ataque de escrever" é? :-))

Muito bela a tua alma que se insinua através das palavras...

Prossegue assim...

Descortina-te para o mundo!

bjs

Flávia Braun disse...

Ahahahaha...Marcelo, pior que é bem isso! Deu "ataque de escrever" - e, ainda por cima, este ataque está surgindo no meio da madrugada - estou virando uma poetisa vampira!! rsrsrs ( e pagando o preço duranto o dia - doida de sono!! ) bjsss