domingo, 26 de junho de 2011

Olhar Azul de Mar


vieste numa nuvem
estraste em minha vida
és miragem
és verdade
és certeza
dúvida
dádiva
divina
...

saudade do teu olhar
intenso azul de mar
ali me afogaria
de tanto amar
sem me sufocar
...

azul verdejante
folhas da minha
árvore salvação
teu olhar...
me perco sem volta
nesse brilho teu
viagem ao fundo de mim
...

filho da lua
amante das estrelas
és como sonho
e em ti me quero acordar...




12 comentários:

Andrezza disse...

Coisa mais linda... Adorei flor!

Priscila Rôde disse...

Nesse verso azul de mar
é divino mergulhar
sozinho.

Sherman disse...

Novinho em folha, como disse a Flavinha... 'Perfeito em tela'... Na minha tela... Azuuuuuuuuuuuuulll... Muito azul....

Manoel disse...

Poema lírico e apaixonado, no qual a imagem do amado se confunde com o mar, o azul, as folhas, a lua, as estrelas, com o brilho de um sonho que é dúvida e é dádiva.

Nina Pilar disse...

"ali me afogaria de tanto amor"

lindo o teu poema...delicado e de ternura emocionante.

beijinhos querida

Fé Fraga disse...

O mar e seus fluentes. Ondas vai e vem. Mergulhar assim e´trazer o avesso da singularidades do amor, sem culpa.

Ah, Fá tem um selinho pra vc no meu blog pego-o lá, ta na minha página de Selinhos de ternura.
Um beijo,
Fé Fraga.

Fabi Anselmo disse...

Ai, que amor!
De um sonho tão doce-azul eu nunca mais acordaria.

Guilherme disse...

Por isso,
.. chove em mim! .. desague em nós!

Tatiana Kielberman disse...

Lindas inspirações sempre...

Adoro! Jeito único e estilo perfeito!!

Beijos, querida!

Helio Tadeu Moscatelli disse...

Bacana seu Blog. Estou te seguindo aqui e no twitter...


www.desenhadinho.com

Edu Lazaro disse...

musicalmente poético

Alicia disse...

Inspiração.

Me dá um gole?