sábado, 11 de junho de 2011

Hai Kai - Fragmentos





Folhas secas / dançando ao vento / suave lamento




O mar quando suspira / provoca ondas / de versos azuis




Granizo na rua / o meu corpo esfria / teu beijo é cura





Ondas são sopros /que refrescam a alma /do pássaro poeta




6 comentários:

Olho no olho disse...

Linda viagem pelas palavras escritas e pelas palavras escondidas dentro dos seus pensamentos.

Leonard M. Capibaribe disse...

Que coisas lindas essas suas! Maravilhas de Hai Kais... Parabéns!

Tatiana Kielberman disse...

Adoro seus Hai Kais!

Beijo, linda!

Poesia Cibernetica (Berg) disse...

Amo haikais...lindos os seus

Fanzine Episódio Cultural disse...

ANJO NEGRO
Como um relâmpago
Ela entrou em minha vida,
Tão inesperadamente como saiu.

Não me deixou rastros
E nem carta de despedida,
Meu anjo negro retornou às estrelas.

Suas asas cobriram-me,
Seus lábios devolveram-me a vida.
Retirando-me o gosto amargo de viver,
Meu anjo protegeu-me
Pousando em meu coração.

Meu anjo negro retornou às estrelas
Deixando-me órfão
Para abraçar o meu/seu vazio.

Agora sou um prisioneiro sem cela
Que, ao ser despertado pela luz da manhã,
Busca refúgio ao final do dia
À espera do retorno
Que a noite nega-se a permitir.

*Do livro (O ANJO E A TEMPESTADE) do escritor Agamenon Troyan
SKYPE: tarokid18
MSN: machadocultural@hotmail.com

Fanzine Episódio Cultural disse...




A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

*Fabiana Almeida Cruz (fomentadora cultural / Salvador-BA)

O número de violência contra a mulher é bem maior do que os dados registrados e apresentados pelas delegacias das mulheres. Muitas vítimas não denunciam seus agressores. Algumas mulheres têm medo, outras se sentem envergonhadas. Muitas são de baixa renda e sem o conhecimento de que é possível combater esse crime.
A justiça criou a Lei Maria da Penha (Lei de violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), decretada pelo Presidente Lula, no dia 07 de Agosto de 2006.
Mesmo com essa medida, por que alguns homens continuam cometendo esse crime?
A resposta é que na verdade a nossa sociedade, mesmo com toda modernização, ainda é machista. Já faz parte do instinto do homem a posse, vendo a mulher como sua propriedade e inferior em todos os aspectos perante a sua posição.
A maioria dos homens ainda continua sendo adestrada com a visão de superioridade, não admitindo a conquista das mulheres pelo direito de igualdade como consta na constituição: “De que todos são iguais perante a Lei”.
Todas as crianças (meninos e meninas), desde a fase do seu desenvolvimento devem ser educadas com essa conscientização. As meninas de que o seu papel no mundo não é para ser submissa ao homem, servindo só para forno e fogão. E, principalmente com os meninos, quando os pais costumam dizer durante a educação, que homem não chora, não cuida dos afazeres domésticos e etc...
A mulher violentada não pode deixar esse crime impune, deve denunciar seu agressor à justiça. Não podemos nos esquecer que existem outros tipos de violência contra a mulher sem ser a agressão física. Existem também as que não deixam marcas corporais como as ofensas verbais, humilhações e o abandono.
A mulher deseja e precisa sentir-se amada e o mais importante: ser respeitada.
-------------------------------------------------------
Obs: Fabiana é criadora do ESPAÇO LIVRE BLOG COLETIVO http://blogcomfabi.blogspot.com.br/