sábado, 18 de junho de 2011

(In) Tranquila Paz de (Poe)' amar


Paciência e tranquilidade, por favor, me abracem... ( Flávia Braun )

Ok,abracem-na...mas façam,tão-bem,gostosas cócegas...que um tempero de (im)paciência e (in)tranquilidade dá charme-encanto-vida...( Leonardo Zaqueu )

É verdade... tempero à base de frio na barriga e sonhos na cabeça. ( Flávia Braun)

Friozinho na barriga,uma gestação de si...cabeça existe mesmo é para se rechear com e em sonhos.( Leonardo Zaqueu )

E sonhos existem pra que saibamos viver acordados em paz. Gestando alegrias, amores....mesmo que no percalço surjam dores...( Flávia Braun)

A-cor-dados e grávidos...gostoseamos a lida das inevitáveis dores de amar.( Leonardo Zaqueu )

Dores de amores são como flores que logo voltam a colo-rir ... ( Flávia Braun )

Colo-rir,colo-chorar,colo-almar...ser-colo...às vezes de perto,às vezes de longe...às vezes de corpo,às vezes de poesia. ( Leonardo Zaqueu )

Poesia acarinha, é como um afago. E o colo, nesses momentos, vem da alma e do coração do poeta: à si mesmo, e aos outros. É troca. (Flávia Braun )

T(r)ocarmo-nos palavras-afetos,sabores-saberes...é religião-vida-arte...beleza é terapia...a(L)mizade. (Leonardo Zaqueu )

Terapia mais bela não conheço... t(r)oquemos melodias conjuntas de verso-pássaro-canção. Essas chegam direto ao coração. ( Flávia Braun )

..............................


Dueto poético que tive o prazer de realizar com o meu novo poet'amigo Leonardo Zaqueu , o @Leozaqueu do twitter ( grande poeta! )

2 comentários:

ilPagliacci disse...

Linda(mente) escrito(a)

Marília_dosAnjos disse...

Dueto de sucesso. As palavras entrelaçadas numa harmonia deliciosa.

Espero ver muitos e muitos duetos por aqui. [pedido!]

bjs meus ;***