sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Liberdade às Letras





costumava tecer versos
traçar linhas 
sem direção

o fim antes do começo
desordem na imaginação

poesia deve ser livre
pouco importa
rima
estrofe
refrão

o desejo é despertar
sentidos
sonhos
sensações

esquecer as regras da escrita
ser leve
ser solto
na vida

dar um basta à escravidão
fazer escoar a loucura
dar vazão 
à emoção

caminhar 
com as próprias pernas
escrever com o coração








2 comentários:

Anônimo disse...

Oh My...

que tudo...
Mil curtir, mil parabéns, não conhecia o blog, vou visitar sempre!!!
simplesmente amei!

Bjs,
Marza

Viviane Maria Bina Braun disse...

ADOREI a "desordem na imaginação" !! Parabéns por taaanta inspiração !!!