segunda-feira, 18 de abril de 2011

As Estações


Coisas da natureza

Quanta beleza

Dividir o tempo em estações

Multiplicar a vida em emoções

Unir os quatro cantos da Terra

Na mais linda tela de versos

Nos mais variados tons impressos

Nas páginas dessas árvores

Nas ondas desse céu

Nas nuvens desse mar

A paleta de flores do artista

Pinta um jardim à la Monet

E todos ficam extasiados

Com a lindeza que se vê

Ah! Não se sabe o que escolher:

Primavera, verão

Outono ou inverno

Tudo é brisa que se sente

Tudo é chuva que se molha

Tudo é calor que se aquece

Tudo é frio que se abraça

E lá do céu Ele sorri

Feliz com o presente que nos concedeu




6 comentários:

Fabi Anselmo disse...

Feliz!
Com esse presente em forma de poesia
=)

Tonha_farias disse...

Uma brisa me trouxe aqui para desejar-te uma páscoa feliz!
Continue multiplicando a vida com seus versos.beijo no coração.

A.S. disse...

Belo o teu poema!
A Natureza é imensa na beleza das coisas mais simples...


Beijos!
AL

Olho no olho disse...

As vezes poucas palavras dizem tudo.

Leonard M. Capibaribe disse...

Linda poesia! Engraçado você falar de tela, meu blog se chama Tinta Em Tela Branca... E penso na poesia assim como você, como um desenho, uma pintura... Lindo seu lugar!

simone disse...

Tá lindo tem cheiro de flores do campo. Um belo poema mergulhado no impressionismo de Monet. Bjs, linda. Simone