segunda-feira, 17 de maio de 2010

AOS NÁUFRAGOS - MENSAGEM NA GARRAFA - I




Sim, porque nossos corações têm a mania de sentir
Muito mais do que somos capazes de compreender
Há um mundo infinito dentro deles...
Como podem ,então,outras pessoas nos entenderem,
Se nós mesmos não o fazemos?

Sentimentos tantos, que se distraem, uns aos outros.
Alegria / tristeza; euforia / calmaria; amor / desamor...
Como pode haver tamanha confusão!
Tamanha contradição...

Nossa alma se contradiz ....
Nosso coração é um eterno aprendiz
Que insiste em esquecer muitas lições

É como se houvesse um EU paralelo,
Que às vezes nos toma conta, nos afronta!
Como entender, então ?


Mas saibamos, náufragos, que não estamos sós ( ! )
Existem muitos e muitos como nós espalhados pelo oceano dos sentimentos
Naquele espaço do mundo que os "terra firme" dificilmente chegarão...

Por isso.... não nos preocupemos tanto em não sermos compreendidos...
Se somos amados, então , que beleza! Basta! Basta ?
Já nos basta, que nos amem, assim, do jeitinho que somos.
Essa complexidade tão simples.... tão distante e tão palpável...

É como se fóssemos um barquinho atracado ....
Que de vez em quando se solta e desaparece...
Indo com a maré... vai e vem .... vem e vai...
Desaparece, se afasta... do alcançe da visão .
Mas se a visão não nos encontra,
Procure-nos no coração.

Estamos nas entrelinhas... nas palavras não faladas.
( E como existem palavras que queríamos ter dito!)
Nos gestos mais delicados,
Nos olhares mais ternos, muitas vezes amedrontados...


Tarefa difícil essa, pra um poeta : ser entendido!


( FB )

7 comentários:

ONG ALERTA disse...

Aprendi que muita coisa pode ser dita mas não compreendida, paz.

Lydhia disse...

Flavinha, seus texto é belíssimo! Não pare nunca de escrever, haja o que houver. E creia... as coisas melhoram muito com o passar dos anos, afinal, envelhecer tem que ter uma vantagem... rs Hoje em dia, não tão náufraga como antes, mas sem, jamais, ser uma "terra firme". Bjss

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Penso que quem decide
ser poeta,
decide entregar-se
as palavras
que justificam a vida,
e a faz plena.

Que sempre haja tempo em tua vida,
para cuidar dos sonhos.

Fábio disse...

Parabéns pelo lindo texto!

Nós poetas algumas vezes escrevemos nossos versos e deixamos eles dentro de uma garrafa, cabe a nós lutarmos para que nossa mensagem possa ser passada adiante para o nosso leitor.
Adorei a forma carinhosa e encantadora como falou dos seus sentimentos, isto que é importante.

Abraços e muito sucesso pra ti!

Fabio Luis

Caso queira conhecer o meu trabalho:
Meu blog => http://sandracajado.com.br/2010/05/17/te-adoro/

Cesar Gonçalves disse...

Oi querida :-)

amei demais seu texto e me identifiquei com cada palavra, não queira mudar nunca, nós gostamos de voce assim mesmo :-)!

adorei esta parte:

Por isso.... não nos preocupemos tanto em não sermos compreendidos...
Se somos amados, então , que beleza! Basta! Basta ?
Já nos basta, que nos amem, assim, do jeitinho que somos.
Essa complexidade tão simples.... tão distante e tão palpável...

beijo no teu coração

Gaby Soncini disse...

Flávia que blog lindo, também não sabia sobre seu cantinho.
Gostei demais daqui e da essência dessas suas palavras.
Muito lindo aqui.
Seguirei.

Grande Beijo!

Daniela disse...

O poeta nao esta so! Eita mania da humanidade de sermos incompreendidos!
Qualecume??? Alem de topsss vc tambem eh boa das palavras??? Caraca! Eh tubaron com asas, com certeza!!!!!!! Seguraaaaaaa essa mulher!!!!