terça-feira, 8 de julho de 2014

Sem direção



queria escrever-te
 algumas palavras.
mas tudo o que me resta
 é o silêncio.
aqui, nesta mala.
o silêncio desta estrada,
vazia.
que segue em frente.
sem rumo.
o horizonte, 
obscuro.
a chegada,
inexistente.
o destino
sem direção.
o futuro
que ficou
perdido 
naquela estação.
a viagem
que encerrou
antes mesmo
do início.
ponto de partida
indefinido.
e chegada
sem solução.



Um comentário:

Flávia Braun disse...
Este comentário foi removido pelo autor.