sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Miragem









Mas era miragem
...
Eu fui miragem 
de mim mesma, 
contigo.
Existimos. 
Sempre.
Na tonalidade do sonho 
que vivo acordada.
Do nada,
descoloriu
...
Preto e branco.
Névoa
Voou
Areia
no deserto
ficou
...

Um comentário:

Dulce Miller disse...

Bom te ler de novo... muito lindo, poet'amiga!