sexta-feira, 9 de julho de 2010

À AMIZADE

À AMIZADE

A verdadeira amizade é um alimento pr'alma
É uma canção de ninar
Um aconchego sem fim
Uma ponte ao encontro da paz
A mais bela e indispensável flor do jardim

A amizade verdadeira não vê barreiras
Não obedece a limites
Segue adiante, sem fronteiras
De mãos dadas com o tempo
Porque dele torna-se aliado estrada afora

A distância ela desconhece:
O pensamento e a alma dos amigos
Juntos percorrem a vida
E seus percalços, suas dores, suas vitórias
Em todas as etapas da existência

Mesmo sem se ver os amigos por vasto tempo
A amizade perdura no ninho
Não enfraqueçe o laço doce e forte
Não adormecem o amor e carinho
Que a verdadeira amizade conhece!

( FB )












Esta maravilhosa música que segue abaixo me foi apresentada pela minha querida Lilian Trigo, que vem me presenteando com seu vasto conhecimento cultural e musical. Obrigada, amiga!




L'amitie - Françoise Hardy


Beaucoup de mes amis sont venus des nuages
Avec soleil et pluie comme simples bagages
Ils ont fait la saison des amitiés sincères
La plus belle saison des quatre de la terre
Ils ont cette douceur des plus beaux paysages
Et la fidélité des oiseaux de passage
Dans leurs cœurs est gravée une infinie tendresse
Mais parfois dans leurs yeux se glisse la tristesse
Alors, ils viennent se chauffer chez moi
Et toi aussi tu viendras
Tu pourras repartir au fin fond des nuages
Et de nouveau sourire à bien d'autres visages
Donner autour de toi un peu de ta tendresse
Lorsqu'un autre voudra te cacher sa tristesse
Comme l'on ne sait pas ce que la vie nous donne
Il se peut qu'à mon tour je ne sois plus personne
S'il me reste un ami qui vraiment me comprenne
J'oublierai à la fois mes larmes et mes peines
Alors, peut-être je viendrai chez toi
Chauffer mon cœur à ton bois


TRADUÇÃO


Muitos de meus amigos vieram das nuvens,
Com o sol e a chuva como bagagem.
Fizeram a estação da amizade sincera,
A mais bela das quatro estações da terra.

Têm a doçura das mais belas paisagens,
E a fidelidade dos pássaros migradores.
E em seu coração está gravada uma ternura infinita,
Mas, as vezes, uma tristeza aparece em seus olhos.

Então, vêm se aquecer comigo,
e você também virá.

Poderá retornar às nuvens,
E sorrir de novo a outros rostos,
Distribuir à sua volta um pouco da sua ternura,
Quando alguem quiser esconder sua tristeza.

Como não sabemos o que a vida nos dá,
Talvez eu não seja mais ninguém.
Se me resta um amigo que realmente me compreenda,
Me esquecerei das lágrimas e penas.

Então, talvez eu vá até você aquecer
Meu coração com sua chama.




Este post eu dedico a todos aqueles que me dão o privilégio de sua verdadeira amizade, e estes sabem bem quem são.
Mas permito-me citar dois nomes mais que especiais: Luciane Pontes e Patrícia Tobo.
AMO VOCÊS!!!!!

4 comentários:

Fernando Lago disse...

Parabens, Flávia!

Você escreve muito bem!

Nanda disse...

Amizade é o amor mais sincero e verdadeiro que existe. Sem ela, eu nem sei o que seria de mim.

Beijos!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga Flávia

Hoje estou passando para agradecer
a sua amizade.
Amizade que torna a vida preciosa.
Que enche de cores as minhas palavras.
Que me faz ainda mais feliz,
com o afeto distribuído
a cada visita,
a cada comentário
e a cada palavra escrita
no livro dos meus dias.

Sua amizade me faz melhor.

Ju Sandres disse...

Que lindo esse poema!! Adorei!!

Sabe, ontem eu fui dormir com esse sentimento bem forte dentro de mim.. Essa coisa, de que amizade independe da distância ou do tempo...
Na verdade, sempre tenho isso forte dentro de mim, amo meus amigos e adoro demonstrar isso pra eles... Mas como ontem eu revi "Tomates Verdes Fritos" acho que esse sentimento acabou ficando mais forte. ;)

Beijos